O anambé-branco-de-rabo-preto (Tityra cayana) é uma ave da família Tityridae. Conhecido como araponguinha e araponguinha-de-rabo-preto. Ocorre em todo o Brasil e também em quase todos os países da América do Sul, com exceção do Chile e Uruguai.
Anambé-branco-de-rabo-preto Foto: Edgard Thomas
  • Nome popular: Anambé-branco-de-rabo-preto
  • Nome inglês: Black-tailed Tityra
  • Nome científico: Tityra cayana
  • Família: Tityridae
  • Habitat: Ocorre em todo o Brasil e também em quase todos os países da América do Sul, com exceção do Chile e Uruguai.
  • Alimentação: Alimenta-se principalmente de frutos, mas também de insetos.
  • Reprodução: Constrói o ninho em cavidades de troncos mortos ou em buracos de pica-paus, forrando-o com folhas e pequenos gravetos.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Anambé-branco-de-rabo-preto Foto: Edgard Thomas

Características:

Mede cerca de 22 cm de comprimento e pesa em torno de 69 gramas. Tem a cabeça na cor preta. Esta mancha negra chega até abaixo do olho. Possui uma região na face de pele nua ao redor dos olhos de cor rosa avermelhada. O dorso e uropígio são brancos e as partes inferiores da asa e da cauda são pretas. O peito, ventre e crisso são brancos. O bico é robusto de cor cinza, mas apresenta a base rosada. Olhos escuros, tarsos e pés cinza azulados. As fêmeas têm uma coloração prateada com abundantes estrias escuras tanto no dorso e uropígio quanto na garganta, peito ventre e crisso. A cabeça, dorso e uropígio apresentam uma tonalidade cinza amarronzado mais escura que o peito e ventre. Os imaturos tem a plumagem similar a plumagem das fêmeas.

Possui duas subespécies reconhecidas:
  • Tityra cayana cayana; (Linnaeus, 1766) - ocorre do Leste da Colômbia até o Norte da Bolívia, nas Guianas, no Norte do Brasil; ocorre também na Ilha de Trinidad no Caribe;
  • Tityra cayana braziliensis (Swainson, 1837) - ocorre no Leste do Brasil, do estado do Maranhão até o Leste do Paraguai e no Nordeste da Argentina.

(Clements checklist, 2014), Aves Brasil CBRO - 2015 (Piacentini et al. 2015).

Anambé-branco-de-rabo-preto Foto: Edgard Thomas

Comentários:

Frequenta a copa e as bordas de florestas úmidas, capoeiras, florestas de galeria, clareiras com árvores esparsas e plantações. Pousa alto em galhos expostos, tornando-se bastante visível. Vive aos pares, em pequenos grupos espalhados e com menor frequência, solitários. É agressivo e raramente observado junto a outras aves.

Anambé-branco-de-rabo-preto Foto: Flávio Pereira
Referências bibliográficas: