O suiriri-da-chapada Guyramemua affine é uma ave da família Tyrannidae. Ocorre no Brasil, os estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins Maranhão, Piauí, Minas Gerais e Bahia.

Suiriri-da-chapada Foto: Nina Wenoli
  • Nome popular: Suiriri-da-chapada
  • Nome inglês: Chapada Flycatcher
  • Nome científico: Guyramemua affine
  • Família: Tyrannidae
  • Sub-família: Fluvicolinae
  • Habitat: Ocorre no Brasil Central entre 250 e 750 metros de altitude. Nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins Maranhão, Piauí, Minas Gerais e Bahia. Encontrado também na Bolívia.
  • Alimentação: Alimenta-se principalmente de insetos, mas também comem frutas em meio a galhos mais altos das árvores.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho em forma de cesto baixo e é apoiado pela sua lateral entre forquilhas horizontais. Em menor proporção, alguns ninhos são presos pela lateral em uma pequena curva de um galho horizontal e tortuoso. A fixação do ninho na planta suporte é realizada exclusivamente com teias de aranhas. Toda a superfície externa dos ninhos é revestida por fragmentos de folhas secas e por pequenos pedaços de líquens folhosos. Os ninhos são geralmente construídos em arbustos ou árvores jovens e de pequeno porte. Põe em média 2 ovos por ninhada. O período de incubação varia entre 15 e 16 dias e a incubação é de inteira responsabilidade das fêmeas da espécie. Após a eclosão dos ovos, as fêmeas ainda são ocasionalmente observadas aquecendo os filhotes por cerca de mais cinco dias. (Lopes & Marini, 2005). Durante a época de reprodução, o macho da espécie apresenta uma exibição ritualizada, que pode incluir vocalizações em duetos (Neotropical Birds).
  • Estado de conservação:

    Quase Ameaçada

Suiriri-da-chapada Foto: Nina Wenoli

Características:

Mede em média 16 centímetros de comprimento. Tem uma cabeça acinzentada com uma faixa transocular escura, o dorso é verde-oliva, as asas cinzentas apresentam duas barras alares claras. A garganta é branca, peito cinzento e barriga amarela. Pode ser separado em campo do suiriri-cinzento - Suiriri suiriri, mais facilmente, pelo distinto padrão de coloração da ponta da cauda, mais esbranquiçada e clara. A plumagem dos ninhegos e jovens de Suiriri affinis é bastante semelhante à do adulto, sendo apenas um pouco mais pálida. (Lopes & Marini, 2005).ESPÉCIE SEM DIMORFISMO SEXUAL.

Suiriri-da-chapada Foto: Nina Wenoli

Comentários:

Frequentam bordas de capoeiras, cerrados, campos cerrados, chapadas e campos sujos. Possui hábitos semelhantes ao suiriri-cinzento. Costuma abrir ambas as asas (wing flashing) e, por vezes, a cauda em exibição.

Suiriri-da-chapada Foto: Guilherme Serpa

suiriri-da-chapada Áreas de ocorrência no Brasil.

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS - Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2016.

Referências