Login

Contato

Por favor digite seu nome
Por favor insira seu email. Email inválido.
Por favor escreva sua mensagem
Busca - Categorias
Pesquisar - Contatos
Pesquisar - Conteúdo
Busca - Fonte de Notícias
Pesquisa - Marcadores

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
O Frango-d'água-azul Porphyrio martinicus é uma ave da família Rallidae. Conhecido também como jaçanã e tauá-tauá-azul. Ocorre do sudeste dos Estados Unidos e México até o norte da Argentina.
  • Nome popular: Frango-d'água-azul
  • Nome inglês: Purple Gallinule
  • Nome científico: Porphyrio martinicus
  • Família: Rallidae
  • Habitat: Ocorre em todo o Brasil e também do sudeste dos Estados Unidos e México até o norte da Argentina. É migratório, praticamente desaparecendo do sul do País durante o inverno.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de material vegetal, sejam folhas, sementes ou flores. Complementam com pequenos vertebrados e, ocasionalmente, ovos e outras aves pequenas.
  • Reprodução: Constrói o ninho espaçoso em terrenos pantanosos, feito com ramos de gramíneas ou de pés de arroz, pouco acima da água. Põe de 4 a 8 ovos de cor creme, pontilhados de marrom e roxo claro.
    ESPÉCIE SEM DIMORFISMO SEXUAL
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Foto – Flávio Pereira
Frango-d'água-azul
Foto – Flávio Pereira
Frango-d'água-azul

Características:

Mede em torno de 35 cm de comprimento. Tem peso entre 203 e 305 gramas para os machos da espécie e entre 142 e 291 gramas para as fêmeas. Tem um escudo chato e azul esbranquiçado, pernas amarelas. Voa bem, mantendo as pernas esticadas para trás, unidas e os pés cruzados.

Comentários:

Frequenta pântanos, lagos com margens pantanosas e campos de arroz inundados. Costuma andar sobre a vegetação flutuante ou pantanosa. Nada pouco e normalmente evita a água mais aberta. Em algumas regiões são muito caçados a partir de março, quando trocam todas as penas das asas ao mesmo tempo e ficam impossibilitados de voar. Os ovos também são alvo de predação pelo homem, fatores que podem contribuir para o declínio da espécie nestas regiões
Foto – Flávio Pereira
Frango-d'água-azul
Foto – Flávio Pereira
Frango-d'água-azul
Referências Bibliográficas: FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda. │SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997 │ Wikiaves
Topo